0101
< >
Archive.org    Blog   Twitter   CEW    Colônia Santo Ângelo    Linhagens    Links    Fale Conosco
Áudio 0101
Autor: William Werlang
Locução: Janice Hermes
          Os imigrantes vindos de Idar-Oberstein
   

    Toda a família Bohrer no Brasil é originária da cidade de Idar-Oberstein, antigo Principado de Birkenfeld, Grão-Ducado de Oldenburg.

    Em Idar-Oberstein, os Bohrer eram lapidários (Achatsleifer), especialistas na arte de lapidar e engastar a pedra bruta. Quando em Idar-Oberstein começou a faltar matéria prima, a indústria de lapidar pedras semipreciosas, especialmente ágatas, passou por uma enorme crise que levou centenas de membros da família a virem para o sul do Brasil.

    O primeiro a chegar foi João Carlos Bohrer em 15 de janeiro de 1826. Depois João Felipe Bohrer, José Frederico Bohrer; Em 1857 Frederico Bohrer; Adão Bohrer em 1858; Guilherme Bohrer em 1859 e tantos outros.
     Milhares de outros emigrantes saíram de Birkenfeld e vieram para o sul do Brasil, bem como para a Colônia Santo Ângelo:

    Julius Becker, nasceu Idar-Oberstein no ano de 1818, trabalhou como lapidário no Principado de Birkenfeld. Chegou no dia 14 de dezembro de 1857 na Colônia Santo Ângelo, acompanhado da esposa e filhos. Foi instalado na Linha Teutônia, lote número 13. Era casado com Louise nascida Becker, natural de Idar e nascida em 1822.

    Vários filhos do casal nasceram em Idar-Oberstein: Laura Becker em 1849; Julius Becker Júnior em 1852; Auguste Becker em 1853 e Carl Becker em 1856. Pauline Becker casou-se com Jacob Massierer, também natural do Principado de Birkenfeld.

    O filho Julius Becker Júnior, nasceu em Idar-Oberstein e casou-se com Bertha Pauline Roos, natural de Sensweiler, no Principado de Birkenfeld, em 1853. Bertha Roos era filha do lapidário Frederico Roos e de Sophia Haag.
O imigrante Julius Becker
contador de visitas
In Hoc Signo Vinces!
Copyright © 2000-2016 by Editora Werlang   •   All Rights reserved   •   www.werlang.de - www.coloniasantoangelo.com.br