Die Kolonie Santo Ângelo Zeitung
Copyright © 2000-2016 by Editora Werlang   •   All Rights reserved   •   www.werlang.de - www.coloniasantoangelo.com.br
Autor: William Werlang
Locução: Janice Hermes
O Jornal da Colônia Santo Ângelo
0060
< >
Archive.org   Blog    CEW    Twitter    Colônia Santo Ângelo    Linhagens    Links    Fale Conosco
Áudio 0060
                       A Saga da Família Gerdau III

    No início desta carta - que mudaria sua vida para sempre - informava que era a quarta correspondência nos últimos doze meses, e que não obtivera resposta.

    Mais tarde descobriram que a precariedade dos transportes no Brasil faziam as mesmas desaparecerem em algum porto. Elas simplesmente não estavam sendo despachadas para a Europa.

    Nesta época, uma em cada quatro cartas desaparecia. Esta situação perdurou por algum tempo, até que as autoridades do Império do Brasil tomaram enérgicas providências para resolver o problema, do principal meio de comunicação entre os imigrantes que saíam da Europa.

João Gerdau anunciava na carta em tom solene - “Vamos nos casar” - você virá comigo para o Brasil imediatamente.
    - Partirei do porto do Rio de Janeiro em março de 1874 e pretendo chegar em julho no porto de Hamburgo. Nos casaremos em Neuenfelde na Igreja St. Pankratius com toda a pompa e partiremos para a América do Sul. A referida carta tinha a seguinte data: “14 de novembro de 1873. Dia do meu aniversario. Estou completando 24 anos de idade hoje. João Gerdau”.

    Alwine Gerdau ficou lívida, pálida. Não podia crer na notícia, pois ela sempre acreditou que João mudaria de idéia e voltaria para Hamburgo trabalhar com o seu pai na Companhia de Navegação do porto.

    - Mosquitos, macacos, cobras, calor infernais, índios e falta de tudo. Não - dizia ela -, não vou. Olhou mais uma vez o envelope e conferiu o remetente. Como poderia crer nessa história absurda de deixar Neuenfelde, suas paisagens do Elba, os bosques e suas verdes Campinas. A igreja com seus afrescos e pinturas, com suas quatro colunas que sustentam o altar e o órgão construído por Schnitger?

    A mãe de Alwine Gerdau estava preocupada com o casamento da filha e queria que ela encontrasse um bom partido. Mesmo com apenas 16 anos ela achava que a filha não podia perder uma oportunidade de casar bem.

    Até então, havia apenas a promessa de casamento com o primo João Gerdau, mas parecia algo irrealizável, pois estava nos sertões da América do Sul procurando diamantes e ouro.
A Igreja St. Pankratius em Neuenfelde, mundialmente famosa pela obra de Schnitger.
In Hoc Signo Vinces!
contador de visitas