Die Kolonie Santo Ângelo Zeitung
Copyright © 2000-2016 by Editora Werlang   •   All Rights reserved   •   www.werlang.de - www.coloniasantoangelo.com.br
Autor: William Werlang
Locução: Janice Hermes
O Jornal da Colônia Santo Ângelo
0054
< >
Archive.org    Blog    Twitter   CEW    Colônia Santo Ângelo    Linhagens    Links    Fale Conosco
Áudio 0054
           A produção agrícola da Colônia Santo Ângelo

     Frederico Treptow  mais lucrou com a comercialização, beneficiamento e produção do arroz. Já em 1875 existiam na Colônia Santo Ângelo 7 proprietários de moinhos de grãos que beneficiavam toda a produção e a exportava.

    Em 1878 Santo Ângelo produzia e exportava 2.050 sacas de arroz principalmente irrigado, sendo a maior produção da Província do Rio Grande do Sul.

    O trabalho do plantio e da colheita, eram extremamente penosos. Precisavam arregimentar muita mão-de-obra para tocarem a sua produção. A cada dia o trabalho aumentava, quando se desenvolvia a colheita manual.
Antiga Casa Comercial de Frederico Treptow comprava e revendia a produção agrícola da Colônia Santo Ângelo. A partir de 1893 o filho Emilio Treptow assumiu a administração da empresa
   Naqueles anos Treptow arregimentava os seus trabalhadores entre os filhos dos colonos mais numerosos e entre os brasileiros que desejavam receber algum dinheiro durante a colheita.

    As primeiras máquinas a vapor começaram a surgir e Frederico e como sempre, já dispunha de duas primitivas máquinas para puxar água e para mover as rodas de seus moinhos.

    Na Picada Morro Pelado adquiriu ainda na década de 1870 um lote colonial que pertencera a Manoel da Rosa Garcias e que foi entregue posteriormente para Francisco Loreto de Carvalho. Montou ali a empresa que mais daria dinheiro, o descascamento do arroz irrigado em seu moinho localizado em Agudo.
In Hoc Signo Vinces!
contador de visitas